tendências-do-varejo-2023

Vender produtos e serviços no varejo deixou de ser um modelo de negócio estático nos últimos tempos. Com o avanço da tecnologia, os setores de marketing e vendas precisaram sair da zona de conforto, se inteirar do assunto e acompanhar a evolução das estratégias para continuar escalando vendas e fidelizando consumidores. Contudo, não é qualquer estratégia que tem atraído os consumidores. Não é de hoje que as informações chegam até eles em uma velocidade instantânea. Conectados e atentos em relação a visão e valores das marcas, estão cada vez mais informados e exigentes na hora de decidir por produtos ou serviços de empresas com as quais eles querem manter um relacionamento duradouro. Com isso, falamos hoje sobre as tendências do varejo para 2023.

Compras em sites virtuais e em lojas físicas estão tête-à-tête

Para quem achou que as vendas on-line iam derrubar as vendas em lojas físicas com o passar do tempo, se enganou. Pelo menos por enquanto. 

Pois, acompanhar esse tipo de informação é fundamental para se estudar as melhores estratégias e não desmerecer qualquer tipo de modalidade e comprometer a qualidade do atendimento, seja ele virtual ou físico.

É o que aponta a pesquisa realizada pelo Opnion Box em parceria com a Dito, mostrando que as modalidades de compras em sites virtuais e lojas físicas estão quase que no mesmo patamar. 

 

pesquisa tendências do varejo 2023

Pesquisa Tendências do Varejo 2023 feita em julho de 2022/ Fonte: Opinion Box – Dito

 

Ainda que com percentual menor, as compras on-line dentro de aplicativos já se aproximam da casa dos 70%, ou seja, bem próximas das já comuns em sites virtuais e em lojas físicas. Quanto às compras on-line pelas redes sociais, a tendência é crescer, acredito que pela comunicação simples e direta.

5 tendências do varejo para atrair e fidelizar consumidores em 2023

Antes de mais nada, vale sempre ressaltar que para qualquer estratégia produzir bons resultados, é preciso conhecer bem os consumidores, entender o que desejam, o que precisam e dominar os canais por onde eles compram, jamais esquecendo que pós-venda também é relacionamento e faz parte da jornada do cliente.

Tendo como base o atendimento humanizado, tenho certeza que a experiência e a jornada do consumidor serão incríveis e servirão como alicerce para a fidelização dos mesmos.

Confira algumas tendências:

 

  1. Omnichannel

Omni em latim significa todos e channel em inglês, já conhecido e usado como linguagem universal, significa canal. É uma estratégia que oferece e unifica diversos pontos de contato para que o consumidor tenha a melhor experiência de compra.

Com ações variadas, das mais simples até as mais complexas, a possibilidade de comprar on-line e retirar na loja é um bom exemplo de ação que funciona. Além de ser de fácil implementação, já é de grande preferência dos consumidores brasileiros. 

O omnichannel vai além do canal escolhido para a compra, passando pela pesquisa, conhecimento das soluções e pelo atendimento. Muito comum de se ver, é o hábito de pesquisar preços em lojas físicas e comprar pela internet.

84% das pessoas gostam que lojas físicas e on-line estejam integradas. É o que aponta a pesquisa feita pelo Opinion Box em parceria com a Dito.

 

  1. Metaverso

Para quem achava que vender no metaverso seria uma possibilidade no futuro, o futuro chegou e o metaverso é uma forte tendência para o varejo em 2023. 

Por exemplo, a Americanas criou uma loja no metaverso para interagir com o público gamer e os jogadores poderão comprar produtos on-line e receber em casa, em uma estratégia metaverse to off-line.

É uma das tendências presentes na NRF – maior feira de varejo do mundo, realizada em janeiro de 2023, em Nova York/EUA.

 

  1. Marketplace

São grandes varejistas que permitem a venda de produtos em troca de comissão ou outra condição para expor seus produtos.

Americanas, Submarino, Magazine Luiza e também players globais como Amazon e Mercado Livre se destacam nesse modelo de negócio.

90% dos mais de 2.000 entrevistados na pesquisa do Opinion Box/Dito, disseram ter o hábito de comprar em marketplaces. 

Neste contexto, vale lembrar também do crescimento das tecnologias voltadas para programas de recompensas e fidelização, que estão cada vez mais presentes e  estratégicas nas empresas.

 

  1. Economia Circular

Repensar o próprio consumo é uma tendência que deve se fortalecer nos próximos anos a partir de conceitos que envolvem sustentabilidade e humanização das marcas. 

De acordo com o site Pipeline, marcas de fast fashion estão aderindo à tendência e no Brasil as Lojas Renner e Arezzo já entraram no negócio de segunda mão, investindo em brechós e em lojas voltadas para moda circular. A Renner comprou a Repasse e a Arezzo adquiriu o controle da Troc.

Em 2022, a C&A fechou parceria com o brechó on-line Enjoei e nativas digitais como a Gringa, que atua na revenda de peças de luxo. Um mercado que tende a expandir.

 

  1. Social Commerce

Traduzindo para o português, significa comércio social. A escrita é bem parecida e fácil de entender, mesmo para quem não fala inglês. É simplesmente comprar através das redes sociais e é uma tendência que tem atraído cada vez mais consumidores.

A pesquisa feita pelo Opinion Box, revela que as redes mais populares para compras são o WhatsApp com 58% e o Instagram com 47%. Em seguida vem o Facebook com 36%, YouTube com 20% e TikTok com 10%.

Uma característica importante das Social Commerce é a marca não depender de uma loja física ou virtual para a venda de produtos ou serviços, sendo as redes sociais uma excelente estratégia para realizar vendas.

Conclusão

Em suma, estas são apenas algumas tendências do varejo para começar a “arregaçar as mangas” e colocar em prática no seu negócio.

Manter as informações atualizadas é fundamental para quem trabalha criando e estudando estratégias para atrair e fidelizar consumidores. Também é importante alinhar tudo isso com as tendências de marketing.

É bom lembrar que estamos em constante evolução tecnológica e precisamos estar um passo à frente dos nossos públicos em relação ao conhecimento e domínio de novas técnicas. Sendo assim, podemos proporcionar uma experiência incrível ao cliente.

Analise as possibilidades e compatibilidade com seu tipo de negócio e tenha muito sucesso.

Compartilhe esse artigo sobre as tendências do varejo 2023 com pessoas da sua rede e do seu trabalho.