tendências-do-marketing-2023

Se você ainda tem dúvidas sobre o poder do marketing para alavancar negócios, este artigo é para você, pois apresentaremos as 7 fortes tendências do marketing para 2023.

 

Entre tantas notícias e novidades que aguardamos, eu te garanto que essa é fato e não fake: investir mais em marketing em 2023 será essencial para empresas que desejam aumentar a visibilidade da marca, as taxas de conversão, a confiança e a fidelização do cliente, e consequentemente o crescimento do negócio.

 

Mesmo diante de incertezas geopolíticas e financeiras, o marketing teve um aumento percentual de 6,4% em 2021 para 9,5% em 2022 em relação aos valores investidos na área. É o que aponta uma pesquisa do Gartner feita com CMO’s e líderes de marketing pelo mundo afora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Gartner

 

O quadro acima nos alerta para o fato de que os gastos com marketing ainda estão baixos se comparados ao período pré-pandemia. Mas, com foco no orçamento e boas estratégias, certamente esse número tende a aumentar no próximo ano.

 

Para isso, apresento algumas tendências para 2023 que também podemos chamar de dicas.

 

 

Tendências do marketing para investir em 2023

 

  1. Programas de recompensa e incentivo

 

A partir da experiência do cliente, seja ele interno ou externo, empresas que reconhecem, incentivam e recompensam seus públicos, tornam-se cada vez mais cativantes,  apaixonantes e confiáveis.

 

Quando clientes são reconhecidos e recompensados pela marca, seja através de premiação ou de algum tipo de benefício, tendem a manter uma relação mais próxima e a fazer marketing espontâneo. Com isso, a marca aumenta sua capacidade de fidelização e expande a sua rede de embaixadores.

 

 

  1. Análise de dados

 

Uma pesquisa da Salesforce divulgada pelo site EXAME mostra que 78% dos profissionais de marketing admitem que o engajamento do cliente já é orientado por dados e 83% acreditam que a capacidade de atender às expectativas dos clientes depende de recursos digitais.

 

Isso nos mostra, não só todo esse amadurecimento quanto a necessidade de se investir em marketing, mas também o entendimento de que os resultados podem até não vir a curto prazo mas, quando chegam, é pra valer e se apresentam com um significativo R.O.I. (retorno do investimento).

 

Importante lembrar que não existe uma fórmula, mas sim uma grande volatilidade em se tratando de estratégias. Isso quer dizer que aquela estratégia que deu super certo há alguns anos, pode não funcionar agora. Ou seja, é imprescindível que o time de marketing esteja antenado sobre as tendências atuais e esteja aberto a novidades do mercado e a novas estratégias.

 

  1. Causas sociais e ambientais

 

Se você está se perguntando o que isso tem a ver com marketing, basta abrir suas redes sociais. As pessoas estão cada vez mais envolvidas com causas socioambientais e atentas aos conteúdos humanizados e relevantes para a sociedade e o meio ambiente.

 

Diversidade, inclusão, sustentabilidade e consumo consciente são alguns dos assuntos que promovem o engajamento em publicações e campanhas. Mesmo que as pessoas ainda não façam parte de nenhuma causa, é quase unânime o desejo de contribuir.

 

O marketing precisa estar atento e forte, sabendo que há uma grande expectativa do público em relação às suas ações mais rotineiras, por exemplo, contratação de pessoas independentemente da orientação sexual, idade, onde mora, em qual faculdade se formou e por aí vai. Afinal, consumidores estão cada vez mais exigentes e, por isso, as práticas ESG se tornaram fundamentais.

 

 

  1. Gamificação como estratégia

 

A experiência divertida do cliente é o foco do marketing de gamificação para atrair e fidelizar clientes com elementos e designs gráficos. 72,5% dos consumidores se sentem mais atraídos por marcas que promovem diversão e recompensa na experiência do cliente.

 

Uma pesquisa do Mordor Intelligente divulgada pelo site G4Educação, revela que o mercado global de gamificação atingirá uma taxa de crescimento anual composta (CAGR – Compound Annual Growth Rate) de 26,5% entre 2022 e 2027. Empresas que visam criar uma cultura de alta performance, usam a gamificação para estimular o engajamento de times de vendas e consequentemente o alcance de metas.

 

  1. Humanização

 

Criar marcas, projetos, campanhas e conteúdo com foco nas reais necessidades das pessoas que formam sua audiência on-line é fundamental se você deseja fazer parte de um novo movimento do marketing.

 

Durante muito tempo o marketing foi mal visto por adotar estratégias enganosas para atrair clientes, apesar de seu conceito original nunca ter sugerido isso. Os conteúdos eram bem elaborados, mas não continham verdade e humanidade.

 

Gosto de dizer que marketing não é apenas sobre marcas, serviços, produtos ou eventos. É sobre relações humanas.

 

Hoje, as pessoas já reconhecem um conteúdo humanizado principalmente quando ele é gentil e utiliza a linguagem não-violenta.

 

Por meio de artigos, posts, vídeos, podcasts e até compartilhando de terceiros, você pode criar conteúdo humanizado de forma orgânica, gerar visibilidade altamente positiva para sua marca e ainda escalonar seu negócio.

 

  1. Marketing de Influência

 

Estamos vivendo a era da colaboração e das parcerias digitais e aquele gap que existia entre marcas e consumidores parece estar diminuindo cada vez mais.

 

Diversas marcas já despertaram para a importância do marketing de influência e, por isso, investem em influenciadores e criadores digitais não só para divulgar seus produtos e serviços, mas também para propagar seu propósito e seus valores culturais.

 

Também conhecido como prova social, profissionais do marketing usam essa tática para alcançar novos públicos, aumentar tráfegos de sites, alcance das marcas e vendas, através de pessoas consideradas influencers que divulgam as marcas para os seus próprios seguidores.

 

  1. Comunidades digitais

 

Comunidade digital é um ambiente que conecta pessoas com interesses e valores em comum que estão dispostas a construir um espaço acolhedor para evoluírem juntas.

 

Muito mais que indivíduos conectados em uma mídia social, são pessoas engajadas em um propósito claro e transformador.

 

Além disso, é um espaço seguro, interativo, e em constante evolução, onde as pessoas se sentem à vontade e parte fundamental da construção. Uma comunidade digital sempre será inacabada, pois é da sua natureza crescer e se transformar.

 

Uma das características mais importantes da comunidade digital é a possibilidade de todos os membros terem voz, ao invés de serem meros receptores de informações. Esse, para mim, é um dos pontos mais relevantes a se considerar na hora de construir uma comunidade.

 

Comunidades digitais são muito interessantes, apaixonantes, desafiadoras, instigantes, atrativas, humanas, vibrantes e poderosas. São a melhor estratégia de marketing para engajar as pessoas e fazer uma marca decolar. Também são eficientes no processo de humanização de marketing, inclusão e diversidade.

 

 

Conclusão

 

Sabemos que há muitas outras tendências do marketing além dessas 7. Também já se sabe que não basta investir em publicidade tradicional. É preciso acompanhar a transformação digital e os impactos que ela tem no marketing.

 

O próximo ano está aí inteirinho para ser aproveitado da melhor forma possível. Você não precisa se desesperar e investir em tudo ao mesmo tempo.

 

Que tal começar olhando para o fator humanização e, assim, desenvolver programas de incentivos e recompensas para se aproximar dos seus diferentes públicos?

 

Compartilhe este conteúdo com colegas de trabalho e profissionais que adoram ficar por dentro das tendências do marketing. Sucesso!