metaverso-para-marketing-de-incentivo

O metaverso é um espaço virtual coletivo compartilhado, criado pela convergência da realidade física e digital virtualmente aprimorada (definição traduzida do Gartner). Através da junção de tecnologias, como cloud computing, IoT (internet das coisas) e machine learning, esse universo paralelo chamado metaverso vem se tornando cada vez mais acessível e atrativo. Imagine como seria o marketing no metaverso?

 

Há pelo menos duas décadas, o metaverso vem sendo apresentado ao público através de filmes como Matrix – 1999 e séries como Black Mirror – 2011, mas ainda é relativamente pouco conhecido. 

 

Tempos atrás, a compreensão desse conceito parecia estar restrita aos geeks e millennials, já que tem muita relação com games e com a ideia de universo digital.

 

A boa notícia é que outras gerações já estão entrando na “onda” e rompendo o “portal” do metaverso.

 

O metaverso na experiência do cliente

 

De acordo com uma pesquisa do Gartner, espera-se que até 2026, 25% das pessoas passem pelo menos uma hora por dia em um metaverso para trabalho, compras, educação, mídia social e/ou entretenimento.

 

Modelos de negócios inovadores e novas oportunidades são metas nessa interação entre os mundos virtual e físico com as tecnologias de metaverso.

 

Assunto já em pauta em reuniões corporativas, o metaverso vem sendo adotado, ainda que timidamente, como estratégia para melhorar a experiência do cliente.

 

Através de um ambiente virtual, a ideia é proporcionar uma experiência do cliente hiper-realista com avatares em 3D, equipamentos diversos e, como não poderia faltar: óculos de realidade virtual, um dos gadgets mais interessantes para experiências virtuais.

 

Essa experiência também tem sido abordado por líderes e gestores de marketing e recursos humanos como uma grande oportunidade para estratégias de marketing de incentivo, com o objetivo de: engajar, valorizar, capacitar e fidelizar colaboradores e equipes de vendas.

 

10 Tendências do marketing de incentivo que prometem fidelizar clientes através do metaverso

 

Através de uma realidade simulada, as empresas podem impulsionar a comunicação de suas marcas, fidelizar clientes e colaboradores, seguindo as seguintes tendências:

 

  1. Ambientes virtuais onde os participantes possam entrar, explorar e realizar compras de produtos e serviços reais;
  2. Atendimento diferenciado no pós-venda por meio da interação entre o cliente e a empresa no ambiente virtual;
  3. Criação de conteúdo humanizado para publicidade e propaganda no ambiente virtual, gerando uma experiência gentil e consequentemente, aumento nas vendas e na fidelização;
  4. Premiação em criptomoedas (bitcoins ou outros ativos digitais) para colaboradores e vendedores que baterem as metas;
  5. Entretenimentos diversos no metaverso;
  6. Investimentos financeiros de criptomoedas e de NFTs (tokens não fungíveis) através de agências virtuais;
  7. Avatares em 3D para colaboradores interagirem entre as equipes no ambiente virtual em campanhas de incentivo;
  8. As ferramentas de inteligência no ponto de venda (PDV) virtual permitem que as equipes de vendas e merchandising acompanhem os resultados em tempo real por meio de indicadores relacionados a estoque, share, planograma, sortimento, preço, entre outros.
  9. PDV virtual para treinamento e capacitação de de colaboradores, simulando o ponto de venda real;
  10.  Gamificação no metaverso para otimizar a participação de clientes e colaboradores, através de jogos, capacitação e muito mais.

 

Como se pode ver, há um universo infinito de ações para se explorar no metaverso. Tudo vai depender da criatividade e ousadia das empresas/marcas, de acordo com as possibilidades de cada uma.

 

Vantagens do marketing no metaverso e a atenção para o “novo”

 

Ao analisarmos as vantagens do metaverso, não podemos ignorar alguns riscos. Prefiro não chamar de desvantagens, pois acredito que num futuro próximo, teremos melhores condições de segurança tecnológica para sanar os problemas que ainda possam existir no metaverso.

 

Confira:

 

Vantagens do metaverso:

 

  1. Oportunidades infinitas de ações estratégicas para vários segmentos;
  2. Grandes possibilidades de adesão mundial;
  3. Crescimento da economia com a quebra de barreiras comerciais;
  4. Experiências incríveis para consumidores e colaboradores.

 

Atenção para o “novo”

  • Pode ser inacessível para muitas pessoas em detrimento do alto custo tecnológico;
  • O metaverso pode ser alvo de criminosos por termos uma regulamentação ainda frágil, mas já avançamos bastante;
  • Conta com uma linguagem pouco conhecida pelo público geral;
  • É uma tecnologia que depende de uma conexão de internet mais robusta.

 

O metaverso como estratégia e seu impacto na economia global

Assim como toda boa estratégia aplicada, o que se espera são resultados. Ou seja, qualquer empresa que invista tempo, conhecimento e dinheiro, certamente almeja um R.O.I. (retorno do investimento) positivo.

Para além de uma simples diversão no mundo virtual, essa estratégia de metaverso tem uma forte relação com a economia global.

Dentro do metaverso não existem barreiras geográficas e econômicas, facilitando a atração de clientes que já estão familiarizados e inseridos nesse novo universo.

Para entrar nesse universo paralelo é necessário o uso de gadgets (aparelhos tecnológicos) e com isso prevê-se que esse tipo de aquisição deve movimentar e aquecer a economia nos próximos anos.

Como não há barreiras físicas, empresas de diversos países poderão comercializar seus produtos e serviços para qualquer continente dentro do metaverso. 

Por outro lado, é uma economia independente favorecida por criptomoedas (moedas digitais) e NFTs (tokens não fungíveis), e que pode afetar o mundo real com o aumento de milionários em pouco tempo.

Essa inovação com o metaverso necessita de tecnologias que contribuem para o seu funcionamento, como: realidade virtual (VR), realidade aumentada (AR), estilos de trabalhos flexíveis, head-mounted displays (HMDs), uma nuvem AR, a Internet das Coisas (IoT), 5G, inteligência artificial (AI) e computação espacial.

A revista Capital Econômico afirma que especialistas estimam que as oportunidades podem gerar US$ 800 bilhões de dólares (mais de R$ 4 trilhões de reais) até 2024.

A revolução econômica prometida pela criação de um universo 3D compartilhado abrange marketing, relações comerciais e até hábitos de consumo.

 

Conclusão

 

Se você busca inovação em marketing de incentivo e deseja fidelizar os stakeholders à sua marca, o metaverso deve ser olhado em seu planejamento estratégico.

 

Eu busquei dez tendências para compartilhar com você, mas isso não significa que sua empresa deverá implementar todas de uma vez para ter sucesso. 

 

Junto aos setores de marketing e de recursos humanos, analise qual é a melhor forma de começar a usar o metaverso como estratégia, avaliando o budget, entre outros aspectos. 

 

O importante é romper o “portal” e entrar nesse universo incrível, cheio de possibilidades.

 

E se você quer conhecer um universo de possibilidades para suas ações de marketing, conheça a Plataforma de Premiação da Premmiar, onde sua campanha compensa e recompensa.