marketing-humanizado

Marketing humanizado é centrado no ser humano: tem visão, objetivos e estratégias genuinamente orientadas por pessoas e para as pessoas. Direciona o crescimento de uma marca, sem abrir mão de valores humanos. 

 

Não é de hoje que sabemos a importância de construir relações mais fortes com clientes. Um estudo de varejo atestou que consumidores com conexões emocionais com a marca possuem um valor vitalício 306% maior do que clientes apenas “satisfeitos” com o produto ou serviço ofertado.

 

Marketing é marketing!

 

Philip Kotler, referência mundial no assunto, já disse várias vezes: marketing é marketing. Serve para identificar as necessidades do cliente e os seus desejos e medir e quantificar o tamanho de um mercado e seu potencial de lucro. Não se trata de uma ciência exata, mas sim humana.

 

É necessário que o respeito, a verdade, as emoções, os sentimentos e a transparência junto às pessoas envolvidas em um negócio, sejam levadas em consideração. Isso vale tanto para o público interno quanto para o externo.

 

Em 2020, na cidade de Santos, litoral paulista, um menino de 4 anos recebeu um presente que fez a internet vibrar bastante. O garoto ama pizza, mas não come o recheio, ele gosta apenas da massa. 

 

O irmão mais velho pediu uma pizza comum, mas solicitou que dois pedaços viessem sem recheio para satisfazer o garotinho, que tem autismo, e ressaltou que eles poderiam cobrar o valor normal.

 

Para a surpresa da família, a pizzaria enviou gratuitamente uma pizza inteira sem recheio ao menino

Isso é marketing autêntico, humanizado. Nem precisa de muita explicação, certo? 

 

Marketing humanizado muito além do conteúdo fofinho

 

Marketing humanizado é muito mais que ter um conteúdo com linguagem fofa, bacaninha e criativa ou colocar a cara nos stories do Instagram e contar histórias lindas com desfechos emocionados no LinkedIn.

 

Pois, a linguagem é um reflexo da personalidade da marca, que por sua vez é reflexo de sua cultura. 

Uma marca não precisa ter uma linguagem fofinha o tempo todo pra ser considerada humanizada. Às vezes, a linguagem é simplesmente a casca.

 

A marca pode se apresentar firme, séria, profissional e imprimir essas características em sua linguagem no ambiente digital. Se isso for um espelho da personalidade da sua marca, sendo ela pessoal ou empresarial, estará no caminho do marketing humanizado. Autenticidade e transparência são duas características fundamentais.

 

A linguagem descontraída pode ser um elemento do marketing humanizado, mas não é tudo. As empresas que sabem lidar com isso, conquistam o coração de muitas pessoas e aumentam a lucratividade do negócio. 

 

Marketing humanizado: de dentro para fora

 

É necessário ter uma cultura forte para o marketing funcionar. 

 

Marketing humanizado abrange todos os aspectos da empresa e não só o que o público externo precisa ver. 

 

Se a liderança, por exemplo, não trata bem seus colaboradores e se lá dentro não há uma cultura humanizada, no mínimo baseada em respeito, não adianta ir para as redes sociais fazer post com linguagem fofa e gentil.

 

Marketing não é ludibriar as pessoas com uma comunicação falsa, mas sim refletir a essência da marca.

 

Se as coisas por dentro não estão boas, talvez não seja a hora de investir mais grana em marketing em termos de ações de comunicação externa e vendas. É hora de cuidar das pessoas de dentro e fortalecer a cultura. Talvez seja o momento de avaliar melhor os aspectos como a comunicação acessível, a comunicação não-violenta, a liderança empática, a diversidade, entre outros pontos extremamente fundamentais.

Eu acredito que o melhor marketing de uma empresa é aquele propagado por seus embaixadores. Os melhores embaixadores são os próprios colaboradores. 

 

Quem pode praticar o marketing humanizado? 

 

Não existem restrições sobre quem pode ou não praticar o marketing humanizado. 

 

Todas as empresas e marcas podem e merecem passar por este processo. Na real, a humanização não deveria ser um diferencial, mas sim a base de todo negócio. Fazer marketing humanizado é valorizar o ser humano e construir uma relação de confiança.

 

Humanize de verdade antes que essas coisas aconteçam

 

Empresas decidem “humanizar” quando se deparam com pelo menos esses três cenários:

 

  1. Quando dói no bolso da empresa;
  2. Quando os clientes reclamam muito;
  3. Quando colaboradores demonstram muita insatisfação.

 

Todos esses problemas envolvem pessoas. Então, não deixe chegar a este ponto para pensar em humanização. Na verdade, é exatamente o fator humano que evita a empresa cair nesses cenários negativos. Ah, vale lembrar que marketing sozinho não conserta produtos e serviços ruins. 

 

Existe um método para praticar marketing humanizado?

 

Implementar marketing humanizado é priorizar o fator humano dentro de um negócio.

 

Gentileza é um dos valores mais importantes da relação humana e, por isso, também no marketing. Ser gentil é dar atenção genuína a alguém, mesmo sabendo que você não vai receber nada em troca. Ou ainda ajudar e/ou retribuir alguém,  mesmo que não tenham te pedido. 

 

É ter proatividade para contribuir e se doar em ambientes e situações difíceis. Agir com gentileza no marketing e nos negócios é ser uma pessoa corajosa.

 

Compreendo o marketing humanizado como um processo que deve ser adaptado em cada empresa e não como um único método. Eu acredito que o ponto de partida é construir a cultura da gentileza nas empresas

 

Para implementar a cultura da gentileza, eu proponho 5 pilares: Atenção, Empatia, Humanização, Gentileza e Confiança. A partir daí, tudo flui melhor e naturalmente o marketing se desenvolve de maneira humanizada. 

 

Conclusão

 

Marketing humanizado é para todos os tamanhos de negócio, mas para quem ainda não consegue investir em campanhas mais robustas de marketing, ou seguir à risca as tendências do mercado, minha sugestão é que você comece a praticar do seu jeito, hoje mesmo, por exemplo, com mais atitudes de gentileza.

 

Sendo assim, que tal pensar nas pessoas que trabalham com você diariamente e criar um programa de incentivos e premiações para valorizá-las ainda mais? A partir da experiência do cliente, seja ele interno ou externo, empresas que reconhecem, incentivam e recompensam seus públicos, tornam-se cada vez mais apaixonantes, confiáveis e humanizadas.

 

A Premmiar é especialista no assunto. Entre em contato para saber sobre como fazer a diferença, inovar no marketing e destacar sua empresa no mercado.